[Crônicas de Viagem]

Mais um ano se passa, mais um ano fugimos do carnaval. E para aproveitar o feriado, óbvio, uma viagem.

No caminho, encontramos o carnaval da Catalunya, que  tem algumas poucas características em comum com o Brasil.  Algumas pessoas se fantasiam ou pintam as caras e andam pelas ruas e metrô, principalmente as crianças. Alguns desfiles à fantasia acontecem em Barcelona ou Olot, com direito a premiação e tudo. Na cidade de  Sitges, próximo de Barcelona, acontece uma grande festa com DJs na beira da praia que vai até o amanhecer. Não é feriado, nem na terça.

Mas o carnaval mais autêntico que encontramos foi no pueblo de Isona, onde nos deparamos com algumas dezenas de homens cozinhando em 22 panelas dispostas no chão na beira da estrada. Não resistirmos e fomos descobrir o que estava acontecendo.

Na primeira esquina, uma senhora de uns 70 e poucos anos, cabelo branco e bengala, nos cumprimenta.  Dois “tíos” se aproximam e prontamente respondem nossas perguntas – em catalão, evidentemente. Todas as terças de carnaval o pueblo se reúne para comemorar. Preparam uma caldeirada de legumes e carnes que fica pronto somente às 15 horas, horário em que a festa começa e segue até às 19 horas. A comida é servida na praça principal – que deve ser a única – ao lado da igreja, em mesas muito compridas com pratos em toda sua extensão. O nome da refeição: la guixa.

Vontade não nos faltou em passar a tarde com eles,  mas um compromisso em Barcelona falou mais alto. Uma pena. Ficamos imaginando quantas histórias, reais ou imaginárias, não íriamos escutar.

sitges1_518x243_misona1_518x243_misona2_518x243_misona3_518x243_m

Anúncios